• Quarta-Feira, 17 de Agosto de 2022
  • 09:40h

Apresentado Comitê de Prevenção e Combate aos Incêndios; objetivo é fiscalizar e punir responsáveis por queimadas

Apresentado Comitê de Prevenção e Combate aos Incêndios; objetivo é fiscalizar e punir responsáveis por queimadas

Foi apresentado na manhã de hoje (03), na sede do 4º Batalhão de Bombeiros Militar, o COMITÊ TEMPORÁRIO DE PREVENÇÃO E COMBATE AOS INCÊNDIOS FLORESTAIS E QUEIMADAS ILEGAIS, formado por representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Polícia Civil. O Comitê vai atuar durante o período proibitivo das queimadas, que já está vigente, desde o dia 1 de julho e segue até 30 de outubro, com ações de prevenção, fiscalização e punição dos responsáveis, nas ocorrências de incêndios ilegais.

A atuação do Comitê será realizada com a participação dos órgãos ambientais e forças de segurança em tarefas subdivididas. A PRF cuidará da comunicação de ocorrência e registro das queimadas às margens da BR-163 e da propagação do fogo em sua jurisdição; A Polícia Militar terá atuação nos bairros, com apoio aos registros e contenção de crimes ambientais; As secretarias municipal e estadual de Meio Ambiente, atuarão com a fiscalização após as ocorrências de fogo e penalização dos infratores; o Corpo de Bombeiros atuará desde o primeiro contato, na operacionalização e combate aos incêndios. Além disso, também há a atuação da Defesa Civil Municipal.

Conforme a secretária de Meio Ambiente, Ivete Malmann, “estamos em um período crítico, com baixa umidade do ar, ventos constantes e propagação do fogo com mais facilidade. Então formamos esse comitê de enfrentamento nesse período, principalmente na área urbana, mas também na área rural. Essa é uma preocupação constante do município, que gera impactos ambientais, econômicos, assim como grandes impactos na saúde pública, com as doenças respiratórias. O prefeito Roberto Dorner também tem dado todo o apoio a ação para fazermos esse trabalho preventivo, evitando assim a propagação do fogo”, pontuou.

Segundo o Ten. Cel. Jean, comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar, essa é uma ação primordial no que tange o combate a incêndios urbanos e florestais. “Nesse ano a gente entrou com formato diferente. Nos anos anteriores trabalhávamos com Brigadistas Civis contratados, porém, agora, por meio da nova Lei Municipal, otimizamos o número de militares disponíveis para atividade de prevenção e combate a incêndios, por meio da jornada delegada. Desse modo, ampliamos nosso contingente, em que nos anos anteriores tínhamos apenas uma estrutura, agora temos duas bases fixas e quatro estruturas de combate, sendo que uma delas tem atribuição de fazer rondas em chácaras com maior incidência”, explicou.

O comandante também explicou sobre o trabalho do comitê. “O comitê tem como objetivo integrar as informações de todos os órgãos de segurança, juntamente com a Secretaria de Meio Ambiente. Estamos realizando reuniões ordinárias constantes para compilar todas as informações, planejar as operações integradas e executar as operações de responsabilização. O foco do comitê é principalmente responsabilizar os responsáveis pelas áreas atingidas pelas queimadas ilegais”, pontuou.

O monitoramento dos focos de incêndios nas áreas urbanas e rurais permanece constante pelas equipes integradas. As denúncias e atendimentos serão concentrados no Corpo de Bombeiros, através do número 193.

Fonte: Assessoria da Prefeitura

Autor: Everton Medeiros