• Terça-Feira, 13 de Abril de 2021
  • 16:29h

Mauro detona questionamento de membro do MPF sobre decreto de toque de recolher

Mauro detona questionamento de membro do MPF sobre decreto de toque de recolher

Sob risco de enfrentar questionamento judicial por parte da Procuradoria Geral da República (PGR), o governador Mauro Mendes (DEM) criticou o procurador federal Everton Pereira Aguiar Araújo, por conta do questionamento ao decreto que estabelece toque de recolher em Mato Grosso, a partir das 21h.

O procurador de Barra do Garças (521 Km) representou ao procurador-geral da República, Augusto Aras, a proposição de Ação Direta de Inconstitucionalidade, com pedido de liminar para suspender a medida do Estado. Para Aguiar, o decreto afronta a Constituição Federal. Segundo ele, Mauro excedeu os limites constitucionais e legais de sua atuação ao decretar a restrição à circulação de pessoas de forma ampla a irrestrita.

O governador, no entanto, afirma que ações similares como a requerida pelo procurador já foram negadas em outros estados. “Hoje eu vi no grupo dos governadores que em vários estados isso aconteceu e eles perderam. Opinião de Ministério Público a gente respeita, mas o mundo inteiro fez isso. Gostaria de saber de onde esse cidadão que hoje está no MPF tirou essas informações. Opinião dele deve ser respeitada, vai para o judiciário e não tenho dúvida que o bom senso vai imperar”, disse, em conversa com a imprensa, na saída do Tribunal de Contas (TCE-MT), nesta quarta-feira (3).

Fonte: olhardireto

Autor: Airton Marques / Do Local - Max Aguiar Foto Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto